Tecnologia da Informação Verde

A Tecnologia da Informação passou a ser considerada uma estratégia para o desenvolvimento. O uso dos recursos da computação facilitam o cotidiano na execução de processos e possibilitam o avanço científico nas empresas, instituições públicas e de pesquisa. É possível resolver problemas relativos à geração, armazenamento, veiculação, processamento e reprodução de dados e a subsidiar processos que convertem dados em informação em menos tempo de trabalho. O que antes levaria horas e precisaria de várias pessoas e papéis, hoje pode ser feito com mais facilidade e agilidade.

Com todos os recursos e benefícios disponíveis, a Tecnologia da Informação traz novas necessidades e desvantagens, pois em sua maioria, podem agredir o homem e o meio ambiente. O auto consumo de energia elétrica é um dos fatores importantes que geram prejuízo ecológico, e além disso, não basta apenas utilizar os recursos da TI, e sim, saber gerenciar todos eles.

Pensando no desenvolvimento sustentável e percebendo a realidade das desvantagens dos recursos de TI foi que surgiu a TI verde, também conhecido como Green IT, que tem por objetivo eliminar ou diminuir os danos que os recursos de TI podem causar ao meio ambiente levando em conta suas vantagens. Pode ser aplicado no nível de produção dos produtos, recursos com melhor adaptação e na melhoria no gerenciamento.

Tecnologia da Informação Verde

A TI Verde corresponde basicamente ao uso da Tecnologia da Informação com aplicabilidade do conceito de Desenvolvimento Sustentável, não sendo limitada apenas a ambientes empresariais, mas se expandindo à organizações públicas, universitárias dentre outras.

A necessidade do desenvolvimento sustentável nas empresas se torna realidade, pois gera benefícios como: economia de recursos e importância ao meio ambiente o que reflete em um retorno sustentável a imagem da empresa e maior interesse por parte dos investidores.

De acordo com a Infamicro, empresa especializada no Desenvolvimento de Sistemas e Soluções Corporativas, a Tecnologia da Informação Verde busca reduzir o desperdício e aumentar a eficiência de todos os processos e fenômenos do uso de recursos computacionais.

Alguns, dos diversos focos da TI Verde consistem em: computação com o uso eficiente da energia, gerenciamento de energia, descarte de equipamentos de TI para postos de coleta e claro, consciência ecológica.

Com isso, o mercado de computação começa a lançar produtos que agridem menos o ambiente, mais eficientes e que consomem menos energia. Segundo a ITWEB, pesquisa Latin America Greent IT Survey 2009, o Brasil e o México apresentam que 70% das organizações acham importante trabalhar na redução do impacto ao meio ambiente.

GG_1012_bg
Guia de eletrônicos verdes feito pela Greenpeace (Fonte: aqui)

O uso de TI Verde

É necessário que a organização tenha em vista quais são suas metas verde, e então traçar um planejamento de curto, médio ou longo prazo.

Diversas empresas já tomaram iniciativa e estão implementando TI Verde na organização, a Itautec por exemplo, possui um Centro de Reciclagem localizado em Jundiaí, São Paulo, e foi a primeira empresa do Brasil no ramo de TI a fabricar equipamentos livres de chumbo.

A tendência é que a aplicação de TI Verde nas empresas só aumente, pois possui objetivos avançados e aceitação da sociedade. Mesmo com muita coisa a ser feita, os benefícios da junção de Tecnologia de Informação com Desenvolvimento Sustentável será perceptível na sociedade, na economia e no meio ambiente.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp