Qual a relação entre ventilação industrial e segurança do trabalho?

Qualidade do ar e temperatura do ambiente refletem no bem-estar dos profissionais

Oferecer condições de trabalho segura aos colaboradores não é apenas uma questão de obrigação legal, mas também de respeito e gestão do negócio. Muitas empresas já entenderam que o fato de adotar ações que proporcionam mais qualidade de vida aos profissionais está diretamente relacionado à produtividade e ao engajamento da equipe. Nesse contexto, não estamos falando apenas sobre o fornecimento dos EPIs e a realização de treinamentos, mas, também, sobre as condições de trabalho, a ergonomia e a qualidade do espaço físico para a atividade laboral.

Contudo, um aspecto que muitos empresários acabam não considerando nesse conjunto de ações voltadas ao bem-estar da equipe é a qualidade do ar. Você já parou para pensar sobre como a temperatura do ambiente e a circulação do ar podem influenciar na saúde e na segurança dos profissionais? Pode até parecer que não há nenhuma ligação, mas observar esse aspecto em galpões industriais pode fazer toda a diferença. Por isso, separamos algumas informações importantes para que você possa analisar esses aspectos na sua indústria e buscar soluções viáveis que ajudem a resolver esse problema.

Qualidade do ar

Além dos acidentes de trabalho comuns, como quedas e cortes, por exemplo, é fundamental observar que alguns outros fatores também causam danos à saúde e à segurança do profissional. No caso das indústrias em que é comum o uso de produtos químicos ou produtos à base de outros componentes, a inalação contínua desses produtos pode ocasionar doenças respiratórias nos profissionais ou até mesmo mal-estar e tontura. Geralmente, quando são utilizados produtos mais fortes, é comum o uso de máscaras e outros EPIs, o que não ocorre quando os produtos utilizados são menos contaminantes.

Além disso, dependendo do ramo de atuação da indústria, o maquinário pode emitir fumaça e fuligem, que também são fatores causadores de doenças do trabalho. Mais uma vez, por não serem considerados nocivos devido ao baixo teor de toxinas, isso acaba não sendo considerado como um risco, mas levando em consideração a exposição contínua, pode trazer consequências à saúde do colaborador.

Temperatura do ambiente

Outro fator que apresenta riscos à saúde e afeta a qualidade de vida no trabalho é a temperatura do espaço. Normalmente, os galpões industriais têm pouca ventilação natural e os equipamentos de ar-condicionado e exaustores instalados acabam não sendo suficientes para amenizar o calor e a sensação de abafamento. Ou então, em outros casos, ocorre o contrário: o ar fica muito gelado. Dificilmente há um meio termo. 

O problema da temperatura extrema, tanto quente quanto fria, está no que chamamos de conforto térmico. O conforto térmico nada mais é que uma condição climática amena, favorável para que o profissional realize suas atividades com mais disposição. Ambiente muito quente e abafado, por exemplo, pode causar tonturas, queda de pressão, aumento da fadiga ou outras sensações que prejudicam a produtividade e, dependendo do caso, podem colocar em risco a segurança do profissional na linha de produção. O mesmo ocorre com o frio extremo, que ocasiona dores de garganta e resfriados.

Como solucionar o problema da ventilação

Como já mencionado anteriormente, a estrutura de muitos galpões industriais não favorece a questão da temperatura e da circulação de ar. São poucos elementos por onde o ar pode entrar e circular. Por outro lado, os aparelhos de ar-condicionado e exaustores, que poderiam amenizar a situação, não resolvem o problema e ainda geram custos elevados de instalação, manutenção e, principalmente de consumo de energia elétrica.

Nesse cenário, a melhor e mais viável opção é um sistema de ventilação natural que ajude na circulação e retire as impurezas do ar. É o caso do sistema de ventilação natural Exhaust da Engepoli Sistemas Sustentáveis, que pode ser dimensionado e utilizado para médias e grandes coberturas de diferentes segmentos industriais. O sistema é projetado para melhorar a qualidade do ar interior, retirando o ar quente, os ares nocivos e os poluentes que contribuem para causar o desconforto térmico e, consequentemente, agravar a saúde do trabalhador, garantindo mais saúde e qualidade de vida aos colaboradores da empresa. Esse benefício pode ser observado na satisfação dos funcionários, que irá refletir diretamente no resultado da empresa.

Por se tratar de um sistema natural e que não agride o meio ambiente, sua função é a de proporcionar uma temperatura agradável e a constante circulação do ar no espaço interno. Mais um ponto positivo do sistema de ventilação natural da Engepoli é o excelente custo-benefício, pois ele não utiliza energia elétrica para funcionar e é de fácil manutenção.

Para entender melhor sobre a importância da ventilação natural higiênica e conhecer melhor nosso sistema, entre em contato conosco, clicando aqui.

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email