O que é arquitetura bioclimática e qual sua importância?

Morar ou trabalhar em um lugar aconchegante é fundamental para que tenhamos bem-estar e qualidade de vida. Por isso, é natural que as pessoas invistam em soluções de climatização e iluminação, pois elas ajudam a tornar um ambiente mais agradável. A arquitetura bioclimática pode ser uma aliada nessa missão, você sabia?

Se você tivesse como missão reduzir a temperatura de um cômodo, é provável que você recorresse a ventiladores ou a um sistema de ar-condicionado, certo? Essa parece ser a única opção possível, não é mesmo?

 

Acontece que ela não é. É possível trazer conforto térmico para um ambiente usando soluções muito mais simples — é sobre isso que falaremos hoje!

O que é arquitetura bioclimática?

Como vimos no começo deste texto, a humanidade sempre buscou construir casas que atendessem às suas necessidades de proteção e conforto térmico. A partir do momento em que a eletricidade surgiu, passamos a priorizar equipamentos que resolvessem problemas ligados à iluminação e temperatura.

Contudo, faz sentido depender de um sistema de iluminação durante o dia? A resposta é não, mas em alguns imóveis, devido ao projeto arquitetônico, é impossível fugir da dependência de lâmpadas que fiquem ligadas enquanto o sol forte brilha lá fora. Isso aumenta a temperatura do local e o consumo energético.

 

A solução mais simples seria usar janelas, telhas transparentes ou outras soluções que aproveitasse a energia e luz solar. A arquitetura bioclimática trata justamente disso. Os profissionais dessa área da arquitetura avaliam o clima, condições de vento, incidência de chuvas etc. da região em que o imóvel está localizado e traçam um plano para usar todo esse potencial a favor da qualidade de vida dos moradores. 

Quais as vantagens da arquitetura bioclimática?

A primeira delas é a climatização adequada. A casa não é muito quente no verão e nem muito fria no inverno — e tudo isso sem usar ar-condicionado ou aquecedores, apenas a natureza.

Ventos, chuvas e luz do sol são recursos valiosos para a arquitetura bioclimática. A incidência desses fenômenos é estudada na região e os arquitetos projetam uma casa que use de forma inteligente esses recursos.

Isso nos leva à segunda vantagem desses imóveis: a economia. Tanto a conta de luz quanto a de água acabam ficando mais baratas, pois o imóvel precisa de menos recursos para ter o clima adequado e a melhor iluminação possível.

A terceira vantagem é a sustentabilidade. Esses imóveis costumam ter uma convivência muito harmônica com a natureza ao seu redor.

 

Por último, podemos citar a personalização do projeto do imóvel. Ás vezes andamos pelas ruas e vemos empresas e casas idênticas. Isso é ruim porque não é porque uma planta localizada em ponto da cidade oferece boas condições de luz ao morador que ela oferecerá isso a todos. Os projetos devem ser criados para atender às necessidades das pessoas e não com pressa, como se precisassem fazer parte de uma linha de produção de imóveis — esse é um ponto importante para se pensar na hora de reformar o seu imóvel. 

Como aplicar a arquitetura bioclimática?

Existem algumas dicas que podem ser usadas em seu projeto, caso você queira aproveitar todas as vantagens da arquitetura bioclimática. O primeiro deles é fazer um profundo estudo das condições climáticas do terreno durante todo o ano. A prefeitura da sua cidade já pode contar com alguns dados, como o clima médio, a posição do sol durante as estações etc.

A segunda dica é: use a vegetação ao seu favor. Plantas trepadeiras absorvem o calor das paredes. A grama oferece drenagem natural da água da chuva. As árvores fazem sombras que refrescam o imóvel.

Outra dica é a escolha correta das cores. As cores claras ajudam a tornar o imóvel mais fresco, ao contrário das cores mais escuras.

A arquitetura bioclimática não é só uma forma de fazer imóveis mais sustentáveis. Ela também faz imóveis mais baratos, pois o custo de construção e manutenção dessas propriedades é menor do que os gerados pelas casas e apartamentos tradicionais — por isso, muitos especialistas dizem que a arquitetura bioclimática é a ideal para os países da América Latina.

 

Ademais, mais do que nunca, precisamos pensar sobre o impacto das nossas ações — e construções — no meio ambiente. A arquitetura bioclimática pode nos ajudar a resolver muitos problemas que enfrentamos nas grandes cidades, como as ondas de calor. Pense nisso!

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email