Espectros de luz natural/artificial e seus efeitos

A luz por si só é essencial a vida e a atividade da sociedade contemporânea. Não há produtividade, leitura ou entretenimento sem ela. Seja de fontes artificiais ou de fonte natural, cada uma delas tem características que propiciam alguma atividade. Contudo, há diferenças quase invisíveis a olho nu quanto aos tipos de iluminação e o que elas podem causar na forma de sensações e reações em nós. Exemplo disso, é que as lâmpadas artificiais têm classificação de temperatura de cor ou espectro emitido que variam dos mais frios – azul para branco – até os mais quentes – do branco ao amarelado. Além disso, é possível controlar a intensidade e qualidade dessa iluminação com base nas tecnologias empregadas na fabricação das lâmpadas, bem como nos materiais da mesma. Já para o time da iluminação natural, a fonte é basicamente única: o sol. Plena durante o dia na maior parte do globo terrestre, ela marca a duração do dia bem como fornece uma todos os espectros de luz essenciais a vida. Tecnicamente complicada de se reproduzir, até mesmo suas variações durante o dia são essenciais: tudo que é vivo tem seu ciclo ligado a ela. A exposição a este tipo de luz está intimamente ligada a sensação de bem estar e de saúde, visto que ela é responsável inclusive por reações químicas essenciais aos organismos vivos. Já pensou em trazer os benefícios da luz natural ao seu ambiente? Contate-nos e saiba mais sobre como economizar e garantir o bem estar em sua construção por meio de soluções Engepoli.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp