Healthy Buildings: um novo conceito para a arquitetura sustentável

arquitetura sustentável

Conheça os 9 pilares para tornar a sua construção mais saudável com a arquitetura sustentável

Um estudo divulgado em 2018 pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, apresentou uma curiosa relação entre saúde pública e modelo de construções. 

De forma resumida, a pesquisa revelou que prédios e galpões que consideram alguns critérios como essenciais na obra acabam oferecendo melhor qualidade de vida aos trabalhadores da construção civil e futuros usuários daquele espaço (moradores ou profissionais que trabalharão no local).

Esse estudo deu origem à iniciativa Healthy Buildings, cujo objetivo é fomentar no mercado de construção civil os pilares que devem ser seguidos no projeto para garantir mais saúde e bem-estar à população, com projetos de arquitetura sustentável.

Para entender mais sobre a obtenção de uma arquitetura sustentável considerando aspectos ambientais, confira nosso artigo sobre Certificação LEED, clicando aqui:

Como obter a certificação LEED da sua construção

Passo a passo irá ajudá-lo a certificar a sua obra para ser reconhecida como uma edificação sustentável

Para “traduzir” de maneira mais prática os dados do estudo, foram elencados pela iniciativa 9 pilares fundamentais que uma construção deve ter para ser uma Healthy Building, ou edificação saudável em português. São eles:

Healthy Buildings: os 9 pilares do novo conceito de arquitetura sustentável


healthy buildings #1

Segurança:

Consiste no planejamento de práticas seguras durante o processo de construção da obra, como realização de treinamento aos profissionais. Também diz respeito à elaboração de um projeto que vise à segurança das pessoas quando a edificação estiver em uso. Algumas medidas para este pilar são:

Saídas de incêndio bem-posicionadas;

Câmeras de vigilância;

Iluminação adequada;

Entre outros aspectos.

Para construção de espaços industriais ou comerciais, é necessário seguir as exigências da NR17.

NR17: o que diz sobre condições ambientais de trabalho

Aspectos como temperatura, umidade e qualidade do ar precisam estar dentro de parâmetros adequados para garantir condições ambientais de trabalho apropriadas.
healthy buildings #2

Poeira e controle de pragas:

Esse critério pode ser colocado em prática a partir de um bom planejamento e execução da obra por meio da arquitetura sustentável, principalmente levando em consideração:

Vedação eficiente (para evitar entrada de vetores e proliferação de bolor e fungos);

Escolha de materiais (que facilitem uma adequada higienização constante);

healthy buildings #3

Controle de umidade:

Prever e sanar problemas que possam gerar umidade na edificação é fundamental para garantir a saúde das pessoas, uma vez que esse é um dos principais causadores de doenças respiratórias e alergias.

arquitetura sustentável healthy buildings #4

Qualidade da água:

Escolher materiais não-contaminantes, como canos e tubulações de qualidade, além de evitar água parada em espaços da construção são algumas das formas de garantir o nível de potabilidade da água consumida na edificação. Outras ações importantes são:

Utilizar sistemas de purificação da água;

Monitorar constantemente os resultados de análise da qualidade.

arquitetura sustentável healthy buildings #5

Isolamento acústico:

Para esse item, é importante considerar materiais que ajudem a reduzir ruídos externos, garantindo mais conforto a quem utiliza o espaço. Também observar formas de reduzir o ruído interno, mantendo dentro do nível de 35db e 0,7 segundos de tempo máximo de reverberação do som.

arquitetura sustentável healthy buildings #6

Ventilação:

A entrada constante de ar é um dos principais itens para garantir a saúde das pessoas que utilizam a edificação. A ventilação, especialmente a natural, ajuda na troca do ar do espaço e contribui para redução de odores, impurezas e ácaros. 

Entenda como a ventilação higiênica é fundamental para a arquitetura sustentável:

Dica de leitura:

Ventilação higiênica: entenda como prevenir as doenças respiratórias no trabalho

Veja como prevenir as doenças respiratórias cuidando da ventilação dos ambientes fechados e da circulação eficiente do ar.
arquitetura sustentável healthy buildings #7

Qualidade do ar:

Associado à ventilação, também é fundamental que haja um controle da qualidade do ar. O objetivo é utilizar materiais que limitem a entrada de poluentes e impurezas, contribuindo ainda para manter o nível de umidade dentro do padrão exigido para a saúde humana (entre 40% e 70%, de acordo com a Organização Mundial de Saúde).

Também é essencial considerar os sistemas de ventilação utilizados, artificial ou natural, e a necessidade de manutenção de filtros e peças que podem acumular impurezas. Uma arquitetura sustentável deve levar em conta a eficiência e economia à longo prazo.

Algumas das vantagens da ventilação natural são:

Convecção do ar

Realiza o processo de convecção do ar, ou seja, o ar quente, por ser mais leve que o ar frio, tem tendência a subir e é lançado para a área externa. Fica apenas o ar fresco no local;

Filtragem

Retira do ar as impurezas nocivas aos profissionais, evitando doenças respiratórias e melhorando a qualidade do ar;

Sustentável

O sistema não consome energia elétrica e é frequentemente utilizado em construções LEED;

Natural

A ventilação é resultado de um sistema 100% natural;

Renovável

Após instalado, o sistema de ventilação natural não necessita de manutenção. Há redução dos gastos com sistemas de ventilação mecânicos, por exemplo.

Econômico

Além de durável, não é preciso trocar as peças ao longo do tempo.

Produtividade

Oferece conforto térmico aos profissionais, estimulando a produtividade da equipe com um espaço mais fresco e agradável;

Reduz afastamentos

Ao preservar o bem-estar e saúde de colaboradores, diminui o número de atestados e afastamentos;

arquitetura sustentável healthy buildings #8

Conforto térmico:

A temperatura na edificação é um item essencial quando se trata de bem-estar. Nesse sentido, o conforto térmico está associado à manutenção de uma temperatura intermediária dentro do prédio, trazendo uma sensação de aconchego às pessoas em vez de excessos contrastantes com a temperatura externa.

Dica de leitura:

O que é arquitetura bioclimática e qual sua importância?

Entenda quais o que é arquitetura bioclimática e qual a importância de um ambiente com conforto ambiental no trabalho.
arquitetura sustentável healthy buildings #9

Iluminação e vistas:

Por fim, o último item da lista aborda o aspecto da iluminação e das vistas disponíveis a quem está dentro do ambiente. É importante que o local seja bem iluminado, sem “áreas cegas”, e que o projeto permita que as vistas externas possam ser enxergadas de qualquer local da edificação.

Ponto positivo para os projetos de arquitetura sustentável que contemplem a iluminação natural. Alguns benefícios destes sistemas são:

Maior conforto visual para clientes e profissionais;

Redução de fadiga e melhora na disposição dos colaboradores;

Oferecem a iluminação ideal durante o dia;

Condições ambientais de trabalho seguras e saudáveis aos profissionais;

Estimulação da criatividade e aumento da produtividade;

Economia real de energia, que diante dos demais benefícios, acaba tornando-se um bônus.

Dica de leitura:

10 benefícios que farão você optar pela iluminação natural em seu negócio

Economia de energia e qualidade de vida são alguns dos benefícios proporcionados pelo sistema de iluminação natural industrial.

Benefícios proporcionados pela arquitetura sustentável do Healthy Buildings


Desde o planejamento do projeto, considerando os 9 critérios elencados acima, os profissionais começam a usufruir dos benefícios da iniciativa. Isso ocorre principalmente no aspecto da segurança e saúde durante a construção. 

Com a edificação pronta, são nítidas as vantagens para a saúde dos moradores (em caso de prédios residenciais), profissionais e clientes (no caso das edificações comerciais). No entanto, os benefícios vão além para o empresário que utiliza a arquitetura sustentável em sua edificação. Veja alguns deles:

Valorização do imóvel;

Melhoria na imagem da empresa perante o mercado;

Economia com possíveis reparos e obras corretivas;

Evita desperdício de produtos perdidos por más condições de armazenamento;

Aumento da produtividade da equipe;

Redução de faltas e atestados dos colaboradores.

Como tornar o seu galpão um Healthy Building


Engana-se quem pensa que apenas construções novas podem ser consideradas Heathy Buildings. É possível considerar esse modelo em projetos de arquitetura sustentável para reforma ou retrofit de galpões industriais e comerciais. 

Para fazer isso, você pode contar com a experiência da Engepoli – Sistemas Sustentáveis na avaliação, planejamento e execução de projetos de ventilação e iluminação natural.

Com os projetos da Engepoli, é possível atender a diversos dos critérios de construções saudáveis, como: iluminação e vistas, conforto térmico, segurança, qualidade do ar, ventilação, controle de umidade e controle de poeiras. 

Além disso, por se tratar de sistemas sustentáveis, dispensam a necessidade de manutenção e troca de peças, o que garante mais economia a longo prazo. 

Para tornar sua arquitetura sustentável mais eficiente, econômica e confortável para colaboradores e clientes, clique aqui e fale com um consultor técnico da Engepoli:


Você também pode se interessar por…

Conheça os tipos de sistemas de iluminação para indústrias desenvolvidos pela Engepoli

Conheça os tipos de ventilação industrial desenvolvidos pela Engepoli

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email