4 Dicas para melhorar a sua segurança do trabalho.

A ideia de Segurança do Trabalho, é definida como um agrupamento de normas, medidas e ações preventivas que tem como objetivo a prevenção de doenças e acidente, além da melhora do ambiente do trabalho.

Essas medidas ou ações podem ser executadas de inúmeras formas, elas podem ser: administrativas, educativas, organizacionais, ambientais e até de engenharia. Por melhorar o ambiente do trabalho, as ações de prevenção são muito importantes para as empresas, por isso elaboramos um guia com dicas para você melhorar o seu espaço empresarial.

1. Analise o seu ambiente de trabalho

Operário

É essencial antes de instituir medidas no seu ambiente de trabalho, fazer um estudo do que realmente precisa ser mudado e colocado em prática. Além disso, é preciso revisar as medidas de controle e as análises de riscos sobre as quais os seus colaboradores passam frequentemente. Isso é vital para uma segurança do trabalho eficiente.

Através da análise de risco, é possível prevenir acidentes. Para aplicar esse tipo de análise é preciso conhecer o processo produtivo, as etapas do trabalho, o ambiente, a postura dos colaboradores e também todos os instrumentos que são utilizados.

Com base nos resultados obtidos, a empresa deve construir estratégias de como lidar com os riscos identificados.

2. Treine e oriente os seus colaboradores

Se a análise é essencial, o treinamento é fundamental. Ele é a melhor maneira de garantir que tudo está sendo feito da maneira mais correta e segura. Desse jeito, você garante que o seu funcionário conheça profundamente sobre os procedimentos adequados para serem executados no trabalho.

É função do gestor comunicar ao trabalhador os riscos e as condições relativas ao trabalho. Isso pode ser garantido conversando com o trabalhador e também com a colocação de avisos nos murais e nas paredes. Verifique como o seu colaborador prefere ser avisado para conseguir transmitir um conteúdo de qualidade com mais eficiência.

3. Inclua avisos nas áreas de risco

 

Após a análise e o treinamento, faça a marcação das áreas de risco. Em algumas empresas é exigido por lei esse tipo de sinalização, por isso a atenção a legislação trabalhista é fundamental. Seja responsável e sinalize o mais corretamente possível para manter a integridade dos seus colaboradores.

4. Invista em equipamentos de segurança

Qualquer empresa é obrigada a fornecer aos seus trabalhadores os Equipamentos de Proteção Individual que sejam necessários para a cumprimento de suas tarefas. No entanto, equipamentos de qualidade também ajudam a reduzir diversos riscos desnecessários.

Na área de obras, por exemplo, as linhas de vida técnicas ROOFGUARD proporcionam um sistema permanente contra quedas de pessoas em coberturas de médio e grande porte. Dessa forma, esse equipamento é complementar aos tradicionais EPI’s e faz com que os trabalhadores possam se movimentar com total segurança e facilidade ao longo do seu cabo de aço.

Procure sistemas como o ROOFGUARD que estão totalmente em conformidade com a norma ABNT NBR 16325-2 e com as exigências do Anexo II da NR-35 do Ministério do Trabalho para garantir que a sua empresa está fornecendo uma segurança de verdade para os seus funcionários.

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email